Rede de Pesquisa e Inovação em Leite

Uréia pecuária X uréia agrícola na alimentação de ruminantes

Vejo com muita frequência os produtores utilizando a uréia agrícola na alimentação de suas vacas. Sei que não é a mais indicada, até porque já se tem a uréia pecuária para ser utilizada que é um produto mais puro quando se comparada à outra. Gostaria de saber mais sobre o assunto. Até que ponto (nível de inclusão ou qualidade) a uréia agrícola poderia ser utilizada sem que ofereça riscos para os animais? Quais são os riscos em se utilizar a uréia agrícola na alimentação de ruminantes? Já que muitos produtores tem uma grande resistência em utilizar a uréia pecuária devido ao alto custo no mercado.



Exibições: 7632

Responder esta

Respostas a este tópico

Boa tarde Marlon

A uréia agrícola pode ser usada sem problema algum na alimenta de ruminantes pós você deve acrescentar uma fonte de enxofre a ela que pode ser o sulfato de amônia na proporção de uma parte a cada 1% de uréia, ou seja, a cada um 1kg de uréia você usa 100g de sulfato de amônia.

Mas deves ter os cuidado para não ocorrer uma intoxicação dos animais, por isso  deve se feita à adaptação dos animais a uréia: na primeira semana deve ser fornecido apenas 0,5% de uréia na dieta dos animais, depois você deve ir aumentando gradativamente a formula até chegar a 1% .

Atenciosamente,

Wanderson

A UREIA PECUÁRIA JÁ VEM COM SULFATO DE AMÔNEO,   PRONTA PARA USO, TEMOS EXPERIÊNCIA DE ATE 3% ADICIONADA A CANA. CUIDADO, SOMENTE CHEGUE A ESTE Nº, SE VOCÊ FIZER A ADAPTAÇÃO, E SE FOR O TRATADOR , CASO NÃO SEJA , NÃO USE , PORQUE SEU FUNCIONÁRIO VAI MATAR ALGUNS ANIMAIS.NUNCA DEIXE DE ADUBAR E FAZER A CALAGEM DO SEU CANAVIAL.O CANAVIAL SEM CALAGEM E ADUBAÇÃO SUA PRODUÇÃO LEITEIRA CAIRA PELO MENOS 15%. TENHO EXPERIÊNCIA , USE INICIALMENTE 0,5 KG DE URÉIA PECUÁRIA DILUÍDA EM 4 LITROS DE AGUA, USE REGADOR DE PLASTICO,PARA EVITAR CORROSÃO,DESPEJE SOBRE 5 BALAIOS DE CANA PICADA, E MISTURE BEM, E COLOQUE NO COCHO. ANIMAIS COM ATE 9,0 KG DE LEITE , NÃO PERDERÃO PESO E DARÃO CIO  60  A 90 DIAS DE PARIDAS.ABRAÇOS RENE

Caro Marlon, em 11/2005 levantei esta questão em Forum do site Milkpoint e a empresa Petrobrás, única produtora das ureias respondeu o seguinte: "A ureia pecuária não possui os aditivos que as tornam fisicamente adequadas para fins de uso como ureia fertilizante que são: o Formol e o PVA (polivinilacetato). Não existe na especificação da ureia pecuária e industrial, o controle do teor de biureto, o que as torna inadequadas principalmente à adubação foliar.

A diferença entre a fertilizante e a pecuária está baseada na legislação do Ministério da Agricultura, cada ureia tem sua legislação específica. Na ureia fertilizante a granulometria, por exemplo, é de grande importância, já ureia pecuária é o grau de pureza. A indústria para obedecer estas legislações trata as ureias, tanto no aspecto físico como químico, de forma diferente. No aspecto quimico, por exemplo, são colocados aditivos na ureia fertilizante para aumentar o grau de dureza dos grãos, no aspecto físico, armazena-se em armazéns  diferentes, no sentido de preservar a pureza da ureia pecuária."

Em resumo não há nenhum problema em usar a ureia agrícola na alimentação dos animais que por sinal é muito mais barata.

Um abraço.

 Marcos Olivier Dalston

 

 

Responder à discussão

RSS

© 2014   Criado por Embrapa Gado de Leite.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço