Rede de Pesquisa e Inovação em Leite

Produção de Leite sobre Manejo Intensivo de pastagens – Alternativa para o produtor?

A intensificação dos sistemas de produção pecuários tem sido uma alternativa para aumentar sua competitividade frente a outras atividades como cana-de-açúcar, soja etc.

No Fórum das Américas de 2009, realizado em Juiz de Fora-MG, o palestrante Leovegildo Matos (2009) lembrou que as tentativas do passado de se estabelecer sistemas de produção a pasto baseados em baixo uso de insumos, com forrageiras pouco exigentes em fertilidade e adaptadas a solos ácidos resultaram em níveis de produtividade muito baixos. Segundo ele, nestes casos o custo de produção por quilograma de leite fica sempre muito elevado devido aos custos fixos (terra, rebanho, benfeitorias etc) e recomendou: “O produtor que tiver que mudar na busca de eficiência, deve fazê-lo com formação e manejo de pastagens produtivas, em que os animais tenham condições de selecionar uma dieta de boa qualidade e as pastagens tenham disponibilidade de forragem suficiente para suprir fração expressiva da dieta daqueles.”

O potencial produtivo das forrageiras tropicais é reconhecido em diversos trabalhos, porém são poucos os relatos de sistemas eficientes e no geral a produtividade animal é baixa. Tal fato se deve em parte, à histórica natureza extensiva da produção animal que se caracteriza por pouco ou nenhum controle sobre o processo de pastejo, fazendo com que a estrutura da pastagem imponha limitações ao desempenho animal. Entretanto, recomendações recentes de manejo de pastagens (ver arquivo anexo) têm garantido uma estrutura do pasto mais favorável ao consumo e uma forragem com melhor valor nutricional.
Contudo, a intensificação da produção de leite a pasto passa, na maioria das vezes, por melhorias na pastagem (reforma, adubação, divisão, irrigação etc) que necessitam de investimentos por parte de um produtor descapitalizado.

O intuito deste fórum é discutir as vantagens e alternativas da intensificação da produção de leite a pasto, suas limitações, compartilhar opiniões, trocar experiências e discutir os diversos aspectos envolvidos neste tema.

Tags: manejo intensivo, pastagem, produção de leite

Exibições: 1007

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

Gostaria de suscitar a discussão sobre o Manejo Intensivo de Pastagens, colocando também o tema de Melhoramento Genético de Forrageiras Para Intensificação da Produção de Leite. Estou convicto que com foco no melhoramento para características específicas - que atendam a demanda da pecuária leiteira, os ganhos genéticos das espécies forrageiras serão maximizados.

 

O processo de intensificação da produção de leite implica no uso de forrageiras com alta capacidade de produção de matéria seca de alta qualidade nutricional.

 

A seleção para características relacionadas à maior produção de forragem de alta qualidade é de grande importância para a disponibilização e lançamento de novas cultivares que atendam essa demanda e possibilite a intensificação e incremento da produção, de maneira sustentável e com maior rentabilidade para o produtor.

 

O que vocês acham? Quais forrageiras deveriam ser priorizadas nos programas de melhoramento genético?

Olha, como produtor de leite estou convicto que precisamos mudar.

Não sei definir bem o que mudar, mas a melhoria do processo produtivo é essencial.

A primeira coisa que fiz para melhorar a produção foi irrigar meu pasto para ter mais alimentos na seca. Ja faço a alimentação dos animais neste período com semente de algodão.

Mas percebi que o ganho com a irrigação foi pequeno. Claro que os animais ficam loucos quando veem um capim verdinho mas o ganho ainda não é detectavel.

Procurei ver como poderia melhorar o volume de alimentos e acabei entrnado em contato com o capim Pioneiro.

Adquiri algumas mudas e vou preparar o primeiro pasto. Vou irrigá-lo também.

Como a propriedade é pequena tenho que intensificar a produção de alimento. Mas também tenho como limitante os custos de investimento.

Quero apresentar para todos meus resultados.

Caro Sydnei,

Obrigado pela sua participação!

A experiência e os resultados de sua propriedade serão de grande relevância para realimentação do nosso trabalho.

Abraços,

Juarez



Sidney Alves Bastos disse:

Olha, como produtor de leite estou convicto que precisamos mudar.

Não sei definir bem o que mudar, mas a melhoria do processo produtivo é essencial.

A primeira coisa que fiz para melhorar a produção foi irrigar meu pasto para ter mais alimentos na seca. Ja faço a alimentação dos animais neste período com semente de algodão.

Mas percebi que o ganho com a irrigação foi pequeno. Claro que os animais ficam loucos quando veem um capim verdinho mas o ganho ainda não é detectavel.

Procurei ver como poderia melhorar o volume de alimentos e acabei entrnado em contato com o capim Pioneiro.

Adquiri algumas mudas e vou preparar o primeiro pasto. Vou irrigá-lo também.

Como a propriedade é pequena tenho que intensificar a produção de alimento. Mas também tenho como limitante os custos de investimento.

Quero apresentar para todos meus resultados.

Responder à discussão

RSS

© 2014   Criado por Embrapa Gado de Leite.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço