Rede de Pesquisa e Inovação em Leite

Gostaria da opinião dos colegas sobre assunto que confesso, não domino muito bem. Ainda garoto, desde que acompanhava meu pai pelo curral de nossa propriedade, algo que sempre me foi perturbador era a matança indiscriminada dos bezerros machos logo após o nascimento, o que ocorria na quase integralidade das fazendas especializadas em produção leiteira. Achava uma crueldade abater aquele animal que mal tinha conhecido a mãe ou mamado o colostro. Alguns produtores mais criavam a contragosto os animais por pena e vendia-os com largo prejuízo dada a precária estratégia de desmame, outros produtores delegavam essa tarefa ao chamado linguiceiro, geralmente um empresário informal, que abatia os animais para fabricação de embutidos. O fato é que ao buscar na literatura casos de sucesso para salvar esses animais -ao menos até o abate adulto-, tive pouco êxito pois a orientação dos especialistas, veterinários e demais gestores rurais, sempre foi a de abater o animal no nascimento. O festejado e renomado programa Balde Cheio da Embrapa tentou demonstrar, segundo alguns critérios, que a criação dos machos leiteiros era algo inviável economicamente, aqui ouso discordar. Tocar qualquer negócio rural implica administrar custos, não é um conta simples saber se a criação do bezerro é viável ou não, mais diante deste desafio me propus a criar um pequeno lote de 30 animais e gostaria de compartilhar as experiências que obtive até o desmame com 90 dias e gostaria de obter as experiências dos colegas que ousaram enfrentar essa empreita. Assim, abro o tópico afim de enriquecer o debate sobre a viabilidade ou não de da criação dos machos e verificar experiências de sucesso contra a tristeza, diarreia, etc.

Raphael Cajazeira Brum

Produtor Rural Município de Bananal/SP

Estudante do Curso Técnico de Agronegócio - SENAR

Exibições: 310

Responder esta

Respostas a este tópico

Bom dia, Raphael!

Tema interessante. Talvez o descarte dos machos leiteiros se deva ao fato de que a conversão deles em carne não é a mesma das raças especializadas para corte (Charolês, Aberdeen Angus, Nelore). Não sei como seria no caso das raças de dupla aptidão, como Pardo Suíço e Simmental.

Caro Raphael,

Jáa algum tempo venho estudando sobre o uso do bezerro leiteiro para a produção de vitelos, mas ainda não introduzi na propriedade.

Veja este vídeo no link abaixo:

https://www.google.com.br/search?q=salve+o+bezerro+leiteiro&oq=...

Gostaria de saber da sua experiência e da viabilidade econômica em criar até o abate o bezerro leiteiro.

Abs.

Tema interessante.Sou Veterinária e o que vejo,realmente, eh a eutanásia ao nascer dos machos leiteiras. Gostaria de acompanhar as experiências dos amigos.

Bom dia 

Se alguém tiver interesse em ver os machos leiteiro criados dentro da fazenda , bezerros de 8 meses com media entre 8 a 10@ me manda um whatsapp que envio a foto dos bezerros . 34 9 92095411 juninho, e explico qual o manejo



Boa noite Odir!

Eu gostaria de receber as fotos dos bezerros e o processo de manejo.

Fone Zap: (31) 9 9916-9212 (Tim)

Grato.

Zé Raimundo

Gostaria de saber se alguém tem bezerro PO, filho de vaca de lactação superior a 20 kilos de leite para vender? Onde e quanto?

Consigo animais em Luz



Clemente Luiz disse:

Gostaria de saber se alguém tem bezerro PO, filho de vaca de lactação superior a 20 kilos de leite para vender? Onde e quanto?

Existem vários trabalhos para desenvolvimento de uma dieta a base de leite de soja para os animais. No entanto ainda não vi nada muito eficiente. Acredito que em breve deverá ser desenvolvido um alimento alternativo de baixo custo (comparado com o leite ou a ração) para viabilizar mais esse produto para melhorar as receitas dos produtores de leite. 

Boa tarde Alessandro Cruvinel, tudo bem? Qual a idade dos animais? Tem registro ou não? São POs, PCs ou mestiços? E o valor de destes animais? 

At. Clemente

Responder à discussão

RSS

© 2017   Criado por Embrapa Gado de Leite.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço