Rede de Pesquisa e Inovação em Leite

A importância da água na produção de leite e na propriedade rural

A água é essencial para a vida dos humanos, animais e plantas. Na produção leiteira, a água é de extrema importância principalmente para vacas em lactação já que representa 87% da composição do leite. A ingestão de água compensa as perdas ocorridas através da produção de leite, saliva, eliminação de fezes e urina, evaporação e regula a temperatura do corpo.

Apesar disso, quando falamos sobre  nutrição animal, muitas vezes a água não recebe a devida atenção. Na propriedade leiteira, não é raro ver bebedouros  sujos, com pouca água ou mesmo em quantidades insuficientes nos currais de espera ou pastagem.

Ainda dentro da propriedade rural, devemos nos preocupar também com a qualidade da água que é consumida pela família já que as principais fontes de água no meio rural são provenientes de nascentes e poços  que podem ser contaminados se os resíduos gerados não forem destinados adequadamente.

O objetivo desta postagem é chamar atenção para a importância da água na produção de leite e propriedade rural e também saber se, nas propriedades que vocês conhecem, a qualidade da água consumida pela família é boa, se o manejo utilizado para fornecer água aos animais é adequado e também se os resíduos gerados na propriedade são destinados corretamente  para evitar a contaminação das fontes de água.

PARTICIPEM!

Exibições: 1288

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá Vivian!

Eu que agradeço sua participação e também ficarei grata se encontrar algum exemplo do que deseja fazer e puder compartilhar conosco. 

Um abraço,

Pricila

Caros Igor e Ulysses, muito boa suas abordagens e a resposta da Pricila fecha muito bem o entendimento.

Deve-se pensar que se a água está limpa (sem cor ou turbidez) e ainda tem bactérias do tipo coliformes, por exemplo, o tratamento com cloro vai resolver o problema.

E no caso do Ulysses o tratamento do esgoto da casa diminui muito o problema de saneamento ambiental da propriedade e melhora a qualidade da água dos mananciais (minas/poços/corregos) da propriedade.

Ainda quando a fonte de água é em área baixa e inundável deve-se, ficar atento para evitar o acesso de animais que vão prejudicar a qualidade desta água e aumentar a matéria orgânica e a contaminação.   


boa noite,amigo eu também acho quase impossível porque o tratamento da água sairá um custo muito auto   e torna inviável primeiro que a qualidade da água  influi muito para criação de peixe no âmbito comercial agora o material da bio digestora juntamente com compostagem de material orgânico da sim um ótimo adubo para pastagem e se falando em leite o melhor é mesmo um bom pasto de preferencia no período de seca.temos conseguido bons resultados com essa aplicação.

        



Pricila Vetrano Rizzo disse:

Olá Ulysses!

Se você possui a produção de gás pelo biodigestor, a utilização do biogás para aquecimento da água da sala de ordenha é uma ótima alternativa. Você disse que tem criação de suínos também, certo? Outra opção, se for seu caso, é a utilização do biogás para o aquecimento das campânulas da creche.

Att.,

Pricila 


Ulysses Pereira de Sousa disse:



Bom dia, Pricila no meu caso uso uma fossa séptica para a residencia e uma bio digestora para o curral e chiqueiro onde a gera o gás mas já encontrei uma solução para o uso do gás. usarei sua queima para aquecer a Serpentina  que aquece a água para higienização dos equipamento de ordenha e sala de ordenha.

Att.

Ulysses   

Obrigado Priscila não sabia dessa utilização mas veio a calhar  conversando com um amigo que ja tem esse projeto me disse a mesma coisa 

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Embrapa Gado de Leite.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço